Via Judicial

Não será possível pedir o reconhecimento da cidadania italiana pela via administrativa, quando na linha de transmissão da cidadania houver uma mulher, a qual gerou a pessoa que representa o anel seguinte desta linha antes de 1 de janeiro de 1948 (dia em que começou a vigorar a Constituição Republicana). Todavia, nesse caso, será possível pedir o reconhecimento da cidadania por via judicial junto ao tribunal de Roma.  A Monte Bianco está associada a um advogado especializado que fará o processo e dará entrada na requisição na corte de Roma. Obviamente a Monte Bianco dará toda a assessoria necessária para a preparação da documentação necessária, a qual é fundamentalmente a mesma do processo administrativo, sendo  necessário acrescentar uma procuração "ad judicia", para o advogado, com a devida tradução juramentada.